27 de julho de 2010

#Saldos

Saldos. Com todas as garantias cada vez mais gosto menos desta época, tá certo, "é altura em que podemos comprar coisas por algumas pexinxas e algumas de grandes marcas..." bla bla bla, mas mesmo assim continua a não agradar-me e por vários aspectos:

1º Raramente encontro as peças da anterior colecção, ou porque me vêm com a história "já esgotaram" ou sim porque está guardada no armazém para se unir a algumas peças da nova colecção.

2º Lojas: todas desorganizadas, funcionários que não ajudam, números de roupa que não se encontram, peças estragadas... (esta frase dava uma música do Abrunhosa)

3º Novas peças exclusivamente feitas para os saldos, ou seja, não são saldos, são peças low-cost da marca.

4º Muitas pessoas no centro comercial, muitas criancinhas a correr e a gritar, a berrar! E logo a minha paciência acaba.

Portanto eu só entro nas lojas na época de saldos, para ver as novidades da próxima colecção e começar anotar o que vou comprar primeiro que toda a gente! And everything I said!

22 de julho de 2010

Onde está o bebé?

Talvez o vídeo mais fofo que já vi, acima de tudo há a inocência que uma criança sempre revela e um pai ou mãe atento a tudo o que ela faz, filmando!


20 de julho de 2010

100 Amizades

Hoje é Dia Mundial da Amizade e é precisamente nela que tenho pensado nos últimos dias... Das saudades que tenho de cultivar amizades como quem troca de camisa, de conhecer pessoas novas, de perder horas a trocar experiências e a falar de objectivos futuros, do passado, do presente, de filosofar sem saber filosofar, de rir por vários ou poucos motivos, de conversar apenas por conversar, enfim de viver esta partilha de experiências em busca do equilibrio pessoal.

Tenho percebido que nos ultimos tempos isto perdeu alguma importância e por isso sinto-me mais pobre de espírito. Só agora me tenho apercebido de tudo como na minha vida mudou, de como eu mudei, de como as minhas prioridades mudaram e de como deixei para trás algumas das coisas que anteriormente estavam na lista do "obrigatório". Acho que é isto a vida nos dias de hoje... passamos a dar importância só aqueles que estão mais pertinho de nós e deixamos de lado aqueles que vão "estando" perto, definimos o trabalho e a profissão como prioridade de tudo e aos poucos vamos nos apercebendo de como a nossa vida se resume a uma rotina denominada de: Trabalho-casa-casa-trabalho e pouco mais. É cansativo, é frustrante, é negativo, é uma bola de neve que não parece ter fim.

E o pior de tudo é que me apercebi, que nesta terra, isso é o normal da vida.

12 de julho de 2010

Fitness: A Lifestyle


Este fim-de-semana serviu sobretudo para me mentalizar da retoma à actividade física como instrutora de fitness. Os ultimos meses foram complicados no que toca à gestão de tempo e vi-me obrigada a colocar um STOP a uma das coisas que mais gosto de fazer, mas agora já não há escapatória possível e tenho de voltar, mesmo que o meu corpo não queira muito, a minha mente, o meu espirito e até o meu coração suplicam!!!

Por isso hoje retomo os treinos intensivos e as inscrições nas formações. Vão ser dias complicados, sobretudo estes primeiros... o corpo já não está habituado e por mais curto que tenha sido o tempo em que estive parada, os musculos não vão perdoar. Mas por mais dor que vá sentir, a verdade é que não há dor que me impeça de querer voltar às minhas super aulas, cheias de power, energia, bons feelings e percas de calorias!!!

Aqui vou eeeuuuuuuuuu!!!! uaaahhhhh

9 de julho de 2010

"Sei a verdade e sou feliz..."

Sou um guardador de rebanhos.

O rebanho é os meus pensamentos

E os meus pensamentos são todos sensações.

Penso com os olhos e com os ouvidos


E com as mãos e os pés

E com o nariz e a boca.

Pensar uma flor é vê-la e cheirá-la

E comer um fruto é saber-lhe o sentido.

Por isso quando num dia de calor

Me sinto triste de gozá-lo tanto.

E me deito ao comprido na erva,

E fecho os olhos quentes,

Sinto todo o meu corpo deitado na realidade,

Sei a verdade e sou feliz.


"Os meus pensamentos são todos sensações"
Alberto Caeiro (Heterónimo de Fernando Pessoa)


Tudo isto para vos desejar 1 óptimo fim-de-semana e deixar 1 recado: sejam felizes!!!

2 de julho de 2010

Penso, logo existo

A minha mais recente companhia é "Cogito Ergo Eum" um livro de David Eagleman que desafiando a nossa imaginação apresenta 40 histórias possíveis (ou não) do que pode acontecer na vida para além da Morte.

Por incrivel que pareça não é um livro de histórias macabras, assustadoras e ligadas ao espiritismo ou ao demasiado religiosismo. São histórias engraçadas, divertidas que nos fazem ler com calma, reflectindo naquilo que está escrito e a saborear cada palavra mesmo após a leitura.

Não é um livro para ler em 2 horas e dizer "é bom (mas não percebi nada)", é sim um livro para ir lendo entre cafés, sendo que são pequenas histórias que nos levam para mundos diferentes a cada página que lemos.

Para aqueles que não gostam de devorar livros, mas sim, de os ir saboreando...


"Deus pode ser um micróbio, uma mulher, um casal, ou mesmo uma série de criadores que nos inventaram para propósitos experimentais. Por um lado nós, humanos, poderemos encontrar-nos num mundo em que apenas existem pessoas que conhecemos, ou então ter de conviver embaraçosamente com uma multiplicidade de "eus" que fomos sendo ao longo da vida, ou ainda personagens secundárias dos nossos próprios sonhos, ou recriadas a partir dos registos dos nossos cartões de crédito. Foi a maneira que o autor encontrou de nos dizer que todas as possibilidades estão em aberto, sendo inútil apegarmo-nos às versões consagradas pelos diferentes credos religiosos."

Do dicionário: "Cógito Ergo Sum" - Penso, logo existo.

Dreaming...

Esta noite tive um sonho lindissimo... Obviamente não vou contar tal e qual como ele foi, que eu tenho um "q" de superstição e um outro de egoísta.. eheheh

Posso apenas dizer que envolvia mar, sol, sorrisos e de fundo tinha esta música:



ainda estou: aaaiiiiii (suspiro)

© Lidia's World, AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena